Carta de reclamação

À semelhança da carta anterior, também é de carácter formal, mas com um teor reivindicativo visando a defesa daquilo que se considera um direito. Pressupõe, assim, a exposição de uma perspectiva, sobre determinado assunto, que deve ser fundamentada de forma clara e objectiva, apresentando uma escrita lógica, contínua e coerente. O seu objectivo é convencer o interlocutor relativamente ao assunto e justificação nela expostos.

Clique nos espaços a azul da imagem ao lado.

Seta para a direita

Dados do remetente

Devem situar-se no canto superior esquerdo.

Ex.:
Diogo da Silva Costa
Avenida Serafim Januário, Bl. 12, 3.º Esq.
1650-654 Lisboa

Dados do destinatário

Devem situar-se no canto superior direito, imediatamente abaixo dos dados do remetente.

Ex.:
Joaquim do Carmo Andrade
Rua da Bonança, Lote 7, 3.º B
2880-567 Sintra

Local e data

Estas duas informações devem ser separadas por vírgula, apresentando o nome do mês por extenso, e devem ser apesentadas a seguir aos dados do destinatário, no canto superior direito.

Ex.:
Lisboa, 16 de Setembro de 2014

Carta registada

Em caso de carta registada com aviso de recepção, deve-se indicar que a carta tem essa particularidade, do lado esquerdo, antes de referenciar o assunto.

Ex.:
Carta Registada com aviso de recepção

Assunto

Deve indicar-se, sucintamente, o assunto abordado na carta.

Ex.:
Assunto: Contestação do valor de renda habitacional

Saudação inicial

A fórmula de abertura pode ter várias formas.

Ex.:
 √  Exmo. Sr. XXXX
 √  Exma. Sr.ª D. XXXX
 √  Exma. Sr.ª Presidente XXXX

Parágrafo inicial

Nesta parte, correspondente à introdução, devem constar o objectivo e propósito da carta.

Ex.:
Em resposta à vossa carta do dia 16/09/2014, referente à comunicação do custo da renda, apresento a minha contestação relativa ao valor apurado por V. Exas.

Parágrafo(s) de desenvolvimento

Aqui devem ser apresentados os motivos e termos da reclamação.

Ex.:
Em primeira instância, gostaria de referir que, de acordo com o art. 8.º, alínea 3, do Decreto-Lei 166/93 de 7 de Maio, “A renda pode ainda ser reajustada, a todo o tempo, sempre que se verifique alteração do rendimento mensal corrigido do agregado familiar, resultante de morte, invalidez permanente e absoluta ou desemprego de um dos seus membros.”

Parágrafo de conclusão

Na conclusão deve ser solicitado que se regularize a situação, através, por exemplo, de uma proposta de solução.

Ex.:
Proponho, assim, que seja mantido o valor actual da renda porque, como provei nesta explanação, não conseguimos suportar o mais pequeno aumento e nem considero humanamente justo o valor da renda estipulada para esta habitação.

Fórmula de despedida

Termina a comunicação e inclui uma curta despedida.

Ex.:
Agradeço a atenção que possam dispensar, permanecendo ao dispor para qualquer esclarecimento adicional. Saudações cordiais,

Assinatura

Deve ser manuscrita e colocada no canto inferior direito, no fim da carta.

Anexos

Se houver algum documento que seja considerado relevante para a reclamação deve ser anexado à carta e referenciado no seu corpo de texto, para a sua correcta identificação.