Facebook Twitter LinkedIn

O site que faz tudo por si

  1. 1. Tema
  2. 2. Subtema
  3. 3. Modelo
  4. 4. Formulário
  5. 5. Carta

Caso seja este o modelo que pretende, carregue no botão ao lado:

DINHEIRO // COBRANÇA INDEVIDA DE DESPESAS DE MANUTENÇÃO

Maria Rosário Peixoto
Rua das Cardosas, n.º 48
1300-200 Lisboa


Banco Dinheiro
Av.ª Castro Pires, n.º 52 A
1500-920 Lisboa

Lisboa, 18 de Novembro de 2014

Carta registada com aviso de receção

Assunto: Cobrança indevida de despesas de manutenção

Exmos. Senhores,

Ao verificar o extrato mensal do mês de Novembro, referente à minha conta à ordem n.º 12345678910, verifiquei que me debitaram o montante de 15 €. Como o código anexo a esse débito não era suficientemente esclarecedor, telefonei para a vossa dependência de Velasquez e informaram-me de que o vosso banco tinha passado a debitar mensalmente aquele montante em todas as contas deste tipo, que não satisfizessem determinadas condições. Referiram ainda que o banco tinha avisado convenientemente os seus clientes, através da afixação, em todas as dependências, de preçários atualizados.

No entanto, a argumentação apresentada não é satisfatória. As alterações ao preçário devem ser comunicadas diretamente aos clientes, já que estes não são obrigados a deslocar-se regularmente aos balcões das agências nem a consultar os preçários quando isso acontece. Por isso, considero que a vossa atuação se traduz numa alteração unilateral do contrato celebrado e, além do mais, é inválida, na medida em que não me foi comunicada previamente.

Face ao exposto, venho, por este meio, exigir que me seja devolvida, por crédito na minha conta, a quantia ilicitamente cobrada.

Sem outro assunto de momento, subscrevo-me apresentando os meus melhores cumprimentos,

Assinatura manuscrita

__________________________

Anexos: Extrato mensal.